Quarta-Feira, dia 19 de Dezembro de 2018
Últimas Notícias
Política
Brasil
Economia
Cidades
Internacional
Esporte
Judiciário
Polícia
 
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Agenda de Eventos
Canal do Internauta
Artigos
 
Envie sua Matéria
Fale Conosco
 

 

últimas notícias

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
TJ rejeita pedido de R$ 12 milhões a hospitais
31/12/17 
Por: Gláucio Nogueira- A Gazeta

 

 O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Rui Ramos Ribeiro, se recusou a liberar R$ 12,2 milhões pleiteados por dois hospitais privados de Cuiabá, valor referente a atendimentos feitos a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) por determinações judiciais.

 
Para o magistrado, a análise sobre a veracidade do montante cobrado pelas unidades de saúde deverá ser feita pelos juízes de primeira instância que proferiram as decisões. Ao negar os pedidos, Ramos afirmou que não há segurança jurídica para a liberação dos recursos, que pertencem ao governo do Estado, diante dos resultados apresentados por auditorias.
 
O Ministério Público Estadual investiga, nas esferas cível e criminal, estes pagamentos. Os hospitais negam quaisquer irregularidades. A decisão de Ramos foi proferida em um pedido de providências, feito em 2014, por advogados dos hospitais Santa Rosa e São Mateus, que atenderam, por determinação da Justiça, pacientes que constam nos 48 processos. Na solicitação, as unidades de saúde pleiteavam a liberação dos pagamentos, cujo dinheiro já havia sido bloqueado na conta do governo por decisões de primeira instância. Enquanto o Santa Rosa cobra R$ 6,6 milhões, o São Mateus afirma ter a receber R$ 5,6 milhões.
 
Presidente do TJMT à época, o desembargador Orlando Perri considerou os valores expressivos e determinou a realização de auditorias nas contas apresentadas pelos hospitais. A defesa do Hospital Santa Rosa solicitou a reconsideração da decisão, negada pelo sucessor de Perri no comando do Tribunal, o desembargador Paulo da Cunha.
 
As auditorias apontaram inconsistências em relação aos valores cobrados pelos hospitais. Um levantamento preliminar da Secretaria de Estado de Saúde (SES), por exemplo, mostra diferenças nos preços de honorários médicos apresentados em orçamentos preliminares em relação ao que foi efetivamente cobrado. Apenas um paciente que ficou internado no Santa Rosa, custaria aos cofres públicos R$ 2 milhões.
 
Os documentos também foram auditados pela Controladoria Geral do Estado (CGE). Segundo consta na decisão de Ramos, os auditores teriam encontrado preços excessivamente elevados, fora dos padrões mercadológicos, recorrentes diferenças entre os valores registrados nas contas dos pacientes quando confrontados com as notas fiscais, além da ausência de algumas destas notas. Além das auditorias, o MP informou ao Judiciário a existência de dois inquéritos para analisar o caso e apurar eventuais fraudes.
 
Para Ramos, as análises demonstram que há “sérias dúvidas acerca dos valores cobrados”. Por conta disso, ele determinou que os processos que deram origem ao pedido de providências e que estavam suspensos voltem a ser analisados pelos juízes que concederam as liminares. Eles, diante de tudo o que foi levantado, reavaliarão os valores para atestarem “o escorreito, certo e justo valor” a ser liberado aos hospitais. 
 
Outras matérias
20/02/18 10:20 Blairo Maggi deve recuar de disputa no Senado e deixar a política
20/02/18 09:50 Savi e Botelho são apontados como líderes de organização criminosa por delator
20/02/18 09:00 Ciro Gomes diz que não buscará apoio de Lula para eleição
20/02/18 08:20 Defesa questiona STF sobre data para julgamento de recurso de Lula
19/02/18 20:18 Taques diz que Botelho é amigo e merece defesa após operação Bereré
19/02/18 14:39 Gilmar cobra lei de abuso de autoridade sobre vazamento de investigação
19/02/18 12:19 Parlamentares vão ao STF para impedir suspensão de intervenção no RJ
19/02/18 11:23 Justiça Federal nega 47 pedidos de Cunha de uma só vez
19/02/18 09:39 Gaeco deflagra operação contra fraudes no Detran; deputados são alvos
15/02/18 11:00 Valtenir e Medeiros disputam coordenação da bancada federal de MT
15/02/18 10:15 Moro nega pedido de Lula para suspender perícia de sistema da Odebrecht
15/02/18 08:08 Possível candidatura de Temer à reeleição atrapalha planos de Meirelles
14/02/18 16:00 Ministro do STF prorroga prazo de inquérito contra Blairo Maggi
14/02/18 15:30 Valtenir prepara ação de cobrança contra dissidentes do PSB
13/02/18 11:30 Empresa de telefonia é condenada em R$ 8 mil por quebrar sigilo de cliente
13/02/18 11:00 Emanuel Pinheiro negocia para levar 'Cuiabá 300 anos' para Sapucaí
13/02/18 10:00 Justiça pede intervenção federal em MT
12/02/18 17:00 Mauro Mendes diz que decidirá até maio se será candidato ao governo
12/02/18 16:28 TCE manda e prefeito revoga licitação de R$ 5 milhões para contratar estagiários
12/02/18 11:59 Juíza condena Prefeitura a manter farmácias das policlínicas abertas
Cadastre seu e-mail:
BR Informe é um portal independente de notícias.
Expediente | Seja um Colaborador | Fale Conosco