Quarta-Feira, dia 21 de Novembro de 2018
Últimas Notícias
Política
Brasil
Economia
Cidades
Internacional
Esporte
Judiciário
Polícia
 
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Agenda de Eventos
Canal do Internauta
Artigos
 
Envie sua Matéria
Fale Conosco
 

 

judiciário

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Afastado do TCE, conselheiro Novelli quer recuperar 15 relógios de grife
22/10/17 - 14:29 
Por: Karine Miranda- Gazeta Digital

 O ex-presidente do Tribunal de Contas e conselheiro afastado, José Carlos Novelli, requereu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a devolução dos seus bens apreendidos durante a Operação Malebolge, realizada pela Polícia Federal em setembro. A informação é do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

 
Segundo Jardim, o conselheiro Novelli quer de volta pelo menos 15 relógios de grife, sendo quatro Rolex, dois Baume & Mercier, dois Raymond Weil e dois Cartier. Além de Bvlgari, Natan, Tag Heuer, Mont Blanc e H.Stern, esses, um de cada.
 
A defesa do conselheiro alega que os objetos foram comprados muito antes dos fatos em que é investigado - e os comprovantes das datas de aquisição de cada um dos bens comprovariam isso. Desse modo, afasta qualquer possibilidade de terem sido adquiridos com meios ilícitos.
 
Novelli e os conselheiros Waldir Júlio Teis, Antônio Joaquim Moraes Rodrigues Neto, Walter Albano da Silva e Sérgio Ricardo de Almeida foram afastados e são investigados por suposto recebimento de R$ 53 milhões em propina para aprovar as contas do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).
 
Além da suposta propina, os conselheiros são acusados de fazer ‘vistas grossas’ ao andamento das obras relativas à Copa do Mundo.
 
O pedido de Novelli será julgado pelo ministro do STF, Luiz Fux, relator do caso, e que autorizou a realização da Operação Malebolge, com base na delação premiada do ex-governador Silval Barbosa.
 
A operação ocorreu em Cuiabá, Rondonópolis, Primavera do Leste, Araputanga, Pontes e Lacerda, Tangará da Serra, Juara, Sorriso, Sinop, Brasília (DF) e São Paulo (SP). Além dos conselheiros do TCE, foram alvos o ministro Blairo Maggi (PP), prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (PMDB), diversos deputados estaduais e empresários.
 
Outras matérias
20/02/18 09:50 Savi e Botelho são apontados como líderes de organização criminosa por delator
14/02/18 16:00 Ministro do STF prorroga prazo de inquérito contra Blairo Maggi
13/02/18 11:30 Empresa de telefonia é condenada em R$ 8 mil por quebrar sigilo de cliente
12/02/18 16:28 TCE manda e prefeito revoga licitação de R$ 5 milhões para contratar estagiários
12/02/18 11:59 Juíza condena Prefeitura a manter farmácias das policlínicas abertas
12/02/18 11:35 Empresa de segurança é condenada a pagar R$ 100 mil por atrasar salários
10/02/18 11:00 Após acusação de propina, conselheiro afastado quer ser investigado pelo STJ
06/01/18 12:00 18 prisões preventivas contra João Arcanjo impedem regime semiaberto
31/12/17 TJ rejeita pedido de R$ 12 milhões a hospitais
29/12/17 14:12 MPE denuncia casal e 2 pistoleiros por morte do prefeito de Colniza
29/12/17 11:00 Ministro do STJ revoga prisão de cabo Gerson Corrêa
28/12/17 Arcanjo paga fiança de R$ 80 mil e se livra de uma prisão
13/12/17 15:42 Naco investiga Mauro Savi por suposta corrupção no Detran
13/12/17 14:23 Ararath ainda tem 45 inquéritos em andamento
11/12/17 18:14 Ex-gestores da Câmara são condenados a devolver valores pago a mais a servidores
11/12/17 17:36 Ação que apurava difamação e ameaça contra juíza é extinta
11/12/17 17:21 Ex-presidente do Detran e empresa terão que devolver R$ 109 mil
11/12/17 13:29 STF deixa Siqueira 'ficar' com a esposa delegada
11/12/17 11:00 Emanuel pede que Fux reconsidere decisão
23/10/17 11:06 Juiz invalida ato de Comissão e reconduz prefeito de Acorizal ao cargo
Cadastre seu e-mail:
BR Informe é um portal independente de notícias.
Expediente | Seja um Colaborador | Fale Conosco