Quarta-Feira, dia 17 de Janeiro de 2018
Últimas Notícias
Política
Brasil
Economia
Cidades
Internacional
Esporte
Judiciário
Polícia
 
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Agenda de Eventos
Canal do Internauta
Artigos
 
Envie sua Matéria
Fale Conosco
 

 

política

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
AMM pede investigação sobre uso de recursos do Fundeb
06/01/18 - 10:13 
Por: Karine Miranda- Gazeta Digital

 

 O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga (PSD), afirmou que vai protocolar uma representação nos órgãos de controle para sejam realizadas investigações sobre a utilização, por parte do governo estadual, dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) no exercício de 2017.

 
Segundo ele, é preciso esclarecer se o Estado usou ilegalmente os recursos do fundo para outros fins que não a educação. “Vamos protocolar representação pedindo investigação para verificar se houve apropriação indevida do Fundeb, como aconteceu e se aconteceu, já que são eles que são os órgãos fiscalizadores de controle”, disse, em entrevista ao Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real.
 
Serão acionados o Tribunal de Contas do Estado (TCE), da União (TCU), Ministério Público do Estado (MPE) e também a Assembleia Legislativa (AL), a fim de que eles façam auditorias sobre a discrepância entre o montante arrecadado com o ICMS e os valores repassados às prefeituras da cota do Fundo.
 
“Se o governo, de fato, usou recursos do fundo destinados aos municípios para pagar suas despesas, jamais poderia ter feito. O Fundeb é intocável. Ele garante a manutenção e o desenvolvimento do ensino básico e a valorização dos profissionais”, afirmou.
 
“Se você tira dinheiro deste fundo, que é destinado a manter a educação básica lá nos municípios, você está prejudicando nossas crianças. Então, jamais poderia ser utilizado para outra atividade. É isso que é a grande pergunta. Há indícios de que houve uma apropriação indevida”, completou.
 
Segundo Neurilan, a AMM tem acompanhado a evolução das receitas que constituem o fundo e não haveria justificativa para repasses menores do que os que foram feitos. Ele exemplificou que teve meses em que a receita cresceu quase 60% com receitas extras e o repasse do Fundeb cresceu apenas 20%.
 
“Só o ICMS cresceu 6% e o Fundo de Participação dos Municípios 9% se comparado 2017 com 2016. Mas, mês a mês, percebíamos que mesmo em meses onde houve crescimento dessa receita, o Fundeb tinha uma queda nos repasses para prefeituras, principalmente entre em agosto a novembro. (...) Há uma distorção”.
 
Neurilan ainda criticou o secretário da Casa Civil, Max Russi, por ele ter se utilizado da Lei 209/2009 para justificar que o Governo estaria autorizado a utilizar recursos de fundos. “Eu não conheço a lei e se há legalidade e constitucionalidade nela, mas se trata de fundos estaduais. Este é um fundo federal”, encerrou. 
 
Outras matérias
08/01/18 10:10 Emanuel Pinheiro é cobrado pelo PMDB a discutir as eleições deste ano
08/01/18 08:49 'Quero ser reeleito', diz Wilson Santos ao negar articulação para o TCE
07/01/18 12:00 Prefeito decide aguardar licitação do VLT, mas ainda fala em plantar palmeiras
06/01/18 11:00 Acusações complicam a recandidatura do governador de MT
06/01/18 13:12 PP quer chapa pura para deputados estaduais em MT
06/01/18 10:49 Defensores públicos vão ao STF cobrar duodécimos atrasados do Estado
05/01/18 15:24 Russi diz que demais Poderes ficam com quase 25% do FEX
02/01/18 09:15 Percival nega ter convidado Taques para se filiar ao PPS
02/01/18 08:00 Presidente da Câmara de Cuiabá descarta crise financeira
02/01/18 07:00 Presidente da AMM acredita em recuperação
31/12/17 15:12 PSDB cobra mais espaço no governo de Taques
31/12/17 14:54 Camargo Corrêa devolverá R$ 80 milhões ao Estado
29/12/17 17:12 AMM critica não liberação do Auxílio Financeiro aos Municípios
29/12/17 11:23 Governo usa dinheiro do FEX para pagar fundos e fechar ano dentro da LRF
13/12/17 15:56 'Não quero ser candidato se for culpado', diz Lula
13/12/17 15:52 Após reclamação, prefeito apresenta substitutivo da LOA
13/12/17 13:00 Riva depõe após Eder afirmar que ele teve participação nas cartas de crédito
12/12/17 21:13 Vereadores de Cuiabá concedem 13º salário para si mesmos
12/12/17 20:23 Deputados aprovam orçamento de R$ 20,3 bilhões para o Estado
12/12/17 19:06 TCE dá 15 dias para Emanuel explicar falta de pagamento à empresa
Cadastre seu e-mail:
BR Informe é um portal independente de notícias.
Expediente | Seja um Colaborador | Fale Conosco