Domingo, dia 24 de Junho de 2018
Últimas Notícias
Política
Brasil
Economia
Cidades
Internacional
Esporte
Judiciário
Polícia
 
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Agenda de Eventos
Canal do Internauta
Artigos
 
Envie sua Matéria
Fale Conosco
 

 

política

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Prefeito decide aguardar licitação do VLT, mas ainda fala em plantar palmeiras
07/01/18 - 12:00 
Por: Janaiara Soares- Gazeta Digital

 O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), afirmou que vai aguardar a licitação para a retomada das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), mas não descarta o planejamento de plantar palmeiras nos canteiros de obras do modal que passam pelas principais avenidas da Capital. O secretário estadual Cidades, Wilson Santos (PSDB), afirmou que o edital de licitação deve ser lançado até março.

 
“O secretário me procurou, conversou comigo sobre a retomada das obras, mas caso isso não seja feito nós vamos fazer a plantação das Palmeiras, não vai ser gasto um sentavo de dinheiro público porque tenho essas plantas no horto florestal. Vamos aguardar, mas Cuiabá não pode esperar porque esses canteiros prejudicam a mobilidade e a imagem da cidade”, disse o gestor.
 
No final de agosto do ano passado o governo do Estado anunciou a suspensão das negociações com o Consórcio VLT Cuiabá/Várzea Grande, responsável pela implementação do VLT. O contrato firmado foi rescindido após um longo processo administrativo. A nova licitação deve ficar aberta durante 180 dias, e depois disso, a empresa vencedora terá um prazo de 19 a 24 meses para a conclusão das obras.
 
Depois da Operação Descarrilho, deflagrada em agosto pela Polícia Federal como resultado da delação do ex-governador Silval Barbosa apontando fraudes na licitação, associação criminosa, corrupção ativa e passiva, entre outros crimes que teriam ocorridos durante a escolha do modal VLT, o governador Pedro Taques determinou a suspensão do diálogo com o Consórcio VLT para a retomada das obras.
 
O modal previa duas linhas, totalizando uma extensão de 22 quilômetros entre Cuiabá e Várzea Grande. Apenas um trecho em Várzea Grande teve os trilhos instalados. Ao todo, R$ 1,2 bilhão foram investidos pelo Estado, sendo R$ 420 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e mais R$ 727 milhões da Caixa Econômica Federal.
 
Outras matérias
06/01/18 10:13 AMM pede investigação sobre uso de recursos do Fundeb
05/01/18 15:24 Russi diz que demais Poderes ficam com quase 25% do FEX
02/01/18 09:15 Percival nega ter convidado Taques para se filiar ao PPS
02/01/18 08:00 Presidente da Câmara de Cuiabá descarta crise financeira
02/01/18 07:00 Presidente da AMM acredita em recuperação
31/12/17 15:12 PSDB cobra mais espaço no governo de Taques
31/12/17 14:54 Camargo Corrêa devolverá R$ 80 milhões ao Estado
29/12/17 17:12 AMM critica não liberação do Auxílio Financeiro aos Municípios
29/12/17 11:23 Governo usa dinheiro do FEX para pagar fundos e fechar ano dentro da LRF
13/12/17 15:56 'Não quero ser candidato se for culpado', diz Lula
13/12/17 15:52 Após reclamação, prefeito apresenta substitutivo da LOA
13/12/17 13:00 Riva depõe após Eder afirmar que ele teve participação nas cartas de crédito
12/12/17 21:13 Vereadores de Cuiabá concedem 13º salário para si mesmos
12/12/17 20:23 Deputados aprovam orçamento de R$ 20,3 bilhões para o Estado
12/12/17 19:06 TCE dá 15 dias para Emanuel explicar falta de pagamento à empresa
12/12/17 17:00 Comissão no Senado aprova liberação de quase R$ 500 mi do FEX para MT
12/12/17 15:15 Recriação da SEC 300 é aprovada na Câmara
12/12/17 12:00 Vereador quer cancelar interrogatório de prefeito na CPI do Paletó
11/12/17 12:56 Eder Moraes diz que falta gestão e competência ao governo Taques
11/12/17 10:54 Taques confirma pagamento de salários nesta segunda-feira
Cadastre seu e-mail:
BR Informe é um portal independente de notícias.
Expediente | Seja um Colaborador | Fale Conosco