Quinta-Feira, dia 19 de Julho de 2018
Últimas Notícias
Política
Brasil
Economia
Cidades
Internacional
Esporte
Judiciário
Polícia
 
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Agenda de Eventos
Canal do Internauta
Artigos
 
Envie sua Matéria
Fale Conosco
 

 

brasil

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Senador de MT convoca Joesley e Janot para se explicarem no Congresso
11/09/17 - 20:11 
Por: Karine Miranda- Gazeta Digital

 

 O senador José Medeiros (Podemos) protocolou, nesta segunda-feira (11), um requerimento em que solicita a convocação do dono da JBS, Joesley Batista, e do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para prestarem depoimento à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) no Congresso Nacional.

 
A comissão foi criada para apurar eventuais irregularidades na aquisição de parte da JBS pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) durante os governos do PT, entre 2007 e 2016. Sustentado por crédito do BNDES, o grupo elevou seu faturamento de R$ 4 bilhões em 2006 para R$ 170 bilhões no ano passado.
 
Além disso, a comissão vai averiguar o acordo de delação estabelecido entre o Joesley e o Ministério Público Federal (MPF). Joesley fez acordo para não ser preso, em troca de entregar um áudio da conversa gravada pelo empresário com o presidente Michel Temer (PMDB), acusado de ter usado o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para receber vantagens indevidas do empresário.
 
O áudio foi usado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) para denunciar Temer pelo crime de corrupção passiva no âmbito da Operação Lava Jato. A denúncia foi rejeitada pela maioria dos deputados federais.
 
No entanto, a divulgação de novos áudios de uma conversa entre o empresário e outros dois exeuctivos da JBS, com referências à PGR e ao Supremo Tribunal Federal geraram a revisão do acordo de delação premiada de Joesley. Inclusive, com base nos áudios, Janot determinou investigação para apurar indícios de omissão de informações na delação premiada dos executivos do grupo.
 
Além de Joesley e Janot, foram convocados a prestarem depoimento, a esposa de Joesley, a jornalista Ticiane Villas Boas, o ex-executivo da JBS, Ricardo Saud, o ex-procurador do MPF, Marcelo Miller, e o procurador da República Eduardo Pelella.
 
A comissão foi instalada no último dia 5 e tem como presidente o senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), e o vice-presidente, o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), além de Medeiros como um dos membros. As próximas reuniões acontecem na terça-feira (12) e na quarta (13).
 
Além do convite a Rodrigo Janot e convocação de Joesley para prestarem depoimento, já há mais de 60 requerimentos a serem analisados.
 
 
Outras matérias
20/02/18 08:20 Defesa questiona STF sobre data para julgamento de recurso de Lula
19/02/18 14:39 Gilmar cobra lei de abuso de autoridade sobre vazamento de investigação
19/02/18 12:19 Parlamentares vão ao STF para impedir suspensão de intervenção no RJ
19/02/18 11:23 Justiça Federal nega 47 pedidos de Cunha de uma só vez
15/02/18 10:15 Moro nega pedido de Lula para suspender perícia de sistema da Odebrecht
13/02/18 10:00 Justiça pede intervenção federal em MT
02/01/18 06:00 Doria cancela evento de inauguração de viaduto com nome de Dona Marisa
31/12/17 16:28 TSE terá composição mais 'linha-dura' durante a eleição
13/12/17 15:36 Congresso proíbe autofinanciamento de campanha
09/10/17 10:10 'Estilo Cármen Lúcia' de Dodge preocupa procuradores
02/10/17 09:56 Mais um secretário de Taques envolvido em escândalo
24/09/17 12:23 Moro nega liberação de R$ 1,6 mi a Palocci
17/09/17 17:17 Se Congresso não acabar com coligações, Justiça o fará, alerta deputada
17/09/17 16:35 Governo quer usar CPI da JBS para mudar lei das delações
16/09/17 11:23 Funaro confirma pagamento de propina da JBS a Silval
16/09/17 10:39 Riva admite mais de R$ 100 mi em propinas, diz Veja
11/09/17 15:00 Impeachment de Gilmar Mendes tem o apoio de quase um milhão em petição virtual
11/09/17 13:08 Futuro da delação da JBS pode ficar nas mãos de Raquel Dodge
11/09/17 11:49 Joesley diz que só entrega novas fitas caso acordo se mantenha
06/09/17 10:20 Gilmar Mendes diz que Mato Grosso vive desordem institucional
Cadastre seu e-mail:
BR Informe é um portal independente de notícias.
Expediente | Seja um Colaborador | Fale Conosco