Quarta-Feira, dia 08 de Julho de 2020
Últimas Notícias
Política
Brasil
Economia
Cidades
Internacional
Esporte
Judiciário
Polícia
 
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Agenda de Eventos
Canal do Internauta
Artigos
 
Envie sua Matéria
Fale Conosco
 

 

política

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Assembleia derruba veto e FEX volta ao cálculo para concessão da RGA
10/07/19 - 10:23 
Por: Gazeta Digital

 

(ALMT plenario.jpg - 194 Kb)

 Mais um veto do governador Mauro Mendes (DEM) foi derrubado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) nesta terça-feira (9). Desta vez, os parlamentares acataram a exigência do Fórum Sindical e mantiveram a inclusão do Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) na definição de se conceder ou não a Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores públicos.

 
O governo do Estado já havia retirado o FEX do cálculo no projeto original da Lei de Responsabilidade Fiscal, que “estabelece normas de finanças públicas, no âmbito do Estado de Mato Grosso, voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências”, que foi aprovada em janeiro deste ano.
 
Porém, os deputados incluíram o FEX no cálculo mesmo com a resistência do governo, que em fevereiro publicou o veto.
 
Este item era considerado um "troféu" para os servidores públicos que se posicionaram contrários à proposta do governo. Ele foi adicionada à LRF estadual após um acordo entre os deputados e o Fórum Sindical, que deixou o plenário da Assembleia para liberar as votações após o presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho (DEM), ter se comprometido a incluir o FEX no cálculo da Receita Corrente.
 
Em sua justificativa, Mendes alegava que compensação financeira do governo federal seria "receita efêmera, dita extraordinária, com a qual o Estado não pode contar todos os anos".
 
Porém, o presidente Eduardo Botelho (DEM) disse ontem que as articulações dentro do Congresso Nacional, pacificam a questão garantindo a compensação anualmente. "Então, não vai alterar nada até porque o próprio governador disse que se tivesse essa previsibilidade constitucional ele não via problemas. Então, nada mais justo do que derrubar esse veto”, disse Botelho.
 
O FEX é uma compensação financeira paga pelo governo federal aos Estados exportadores depois que a Lei Kandir isentou a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos produtos in natura ou semi-elaborados destinados ao mercado externo. O repasse, no entanto, não é obrigatório.
 
Em 2018 o governo federal deixou de pagar isso aos Estados e municípios. Mato Grosso tem direito a R$ 450 milhões dos R$ 1,940 bilhão de 2018. Porém não existe previsão para o pagamento.
 
Outras matérias
09/08/19 07:09 Crise não é desculpa para negligenciar a gestão, cita Mauro
08/08/19 19:35 Bustamante não sabe se acordo com MPE foi concretizado
07/08/19 18:00 Pedro Taques afirma que está 'louco para falar' na grampolândia
07/08/19 17:43 Justiça autoriza Janaina Riva para atuar como assistente em processo da 'Grampolândia Pantaneira'
01/08/19 14:05 No dia 10, Governo paga ponto cortado dos servidores que retornaram da greve
01/08/19 13:39 Emanuel revela apoio de Botelho e diz que DEM está 'rachado'
01/08/19 17:21 Radicalização de Bolsonaro ajuda Doria a se distanciar
11/07/19 11:32 Deputada diz reforma da Previdência não resolve problema fiscal do Brasil
10/07/19 18:11 Indicação de Selma para Conselho de Ética é questionada
09/07/19 RGA não se discute, se paga, diz Emanuel ao confirmar revisão para os servidores
09/07/19 11:05 Presidente da Unimed afirma que projeto que reinstitui incentivos fiscais 'dá alento para o setor"
08/07/19 20:15 Negociações avançam entre Governo e Sintep para o encerramento da greve
07/07/19 11:38 Wellington e Bezerra lideram ranking de emendas pagas pelo governo
06/07/19 13:56 Mauro e Wilson elevam tom de enfrentamentos políticos
05/07/19 09:08 Fávaro suspeita de morosidade no processo de Selma no TRE
04/07/19 20:05 Bancada do MDB é a favor de projeto de incentivos fiscais
04/07/19 18:34 Mauro rebate opositores e prevê R$ 500 milhões de receita
04/07/19 15:40 PGE pede para Eder e Pedro Nadaf sairem do quadro de acionistas de empresa pública
03/07/19 11:45 Deputado, irmãos e mãe passam a ser investigados na Operação Polygonum
02/07/19 11:06 Entidades pressionam AL e discordam de projeto de Mauro
Cadastre seu e-mail:
BR Informe é um portal independente de notícias.
Expediente | Seja um Colaborador | Fale Conosco