Domingo, dia 22 de Setembro de 2019
Últimas Notícias
Política
Brasil
Economia
Cidades
Internacional
Esporte
Judiciário
Polícia
 
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Agenda de Eventos
Canal do Internauta
Artigos
 
Envie sua Matéria
Fale Conosco
 

 

política

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Pedro Taques afirma que está 'louco para falar' na grampolândia
07/08/19 - 18:00 
Por: Gazeta Digital

 

 Na primeira entrevista após deixar o governo do Estado, o advogado Pedro Taques se restringiu a falar da aprovação de suas contas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e que está “louco para falar” nas investigações da "grampolândia pantaneira", mas ainda não foi convocado.

 
Em entrevista, após as quase 5 horas de votação das contas, nesta terça-feira (6), Taques afirmou que já acionou todas as autoridades competentes para que seja ouvido.
 
“Já peticionei em todos os locais para que eu possa prestar depoimento. Quando eu fui governador eu tinha e mantinha a liturgia do cargo, mas agora eu não sou mais governador. Tenho, assim como todo cidadão, direito de exercer a defesa, conforme determina a própria Constituição”, declarou.
 
Indagado opinião sobre o primo, Paulo Taques, ter se tornado réu na ação da Grampolândia, Taques ignorou a pergunta e virou as costas para os jornalistas.
 
Os advogados Pedro e Paulo Taques são acusados de liderar uma organização criminosa que praticava escutas clandestinas no estado. O esquema conhecido como grampolância pantaneira foi descoberto ainda em 2017. No decorrer do processo, o policial militar cabo Gerson Correa confessou seu envolvimento e acusou os Taques se serem “os donos dos grampos”.
 
Após a revelação, Pedro Taques, então governador, pediu para ser investigado no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Com a perda do cargo, o processo tramita na 7º Vara Criminal. O primo, Paulo Taques, já era investigado na esfera estadual e se tornou réu no fim do mês passado.
 
Em julho, Gerson reafirmou suas acusações ao juízo da 11ª Vara Criminal e Justiça Militar. Os coronéis Evandro Lesco e Zaqueu Barbosa, que até então alegavam inocência, assumiram a culpa no esquema e confirmaram a versão de Gerson, de que o ex-governador e o ex-chefe da Casa Civil eram os mandantes das escutas.
 
Outras matérias
09/08/19 07:09 Crise não é desculpa para negligenciar a gestão, cita Mauro
08/08/19 19:35 Bustamante não sabe se acordo com MPE foi concretizado
07/08/19 17:43 Justiça autoriza Janaina Riva para atuar como assistente em processo da 'Grampolândia Pantaneira'
01/08/19 14:05 No dia 10, Governo paga ponto cortado dos servidores que retornaram da greve
01/08/19 13:39 Emanuel revela apoio de Botelho e diz que DEM está 'rachado'
01/08/19 17:21 Radicalização de Bolsonaro ajuda Doria a se distanciar
11/07/19 11:32 Deputada diz reforma da Previdência não resolve problema fiscal do Brasil
10/07/19 18:11 Indicação de Selma para Conselho de Ética é questionada
10/07/19 10:23 Assembleia derruba veto e FEX volta ao cálculo para concessão da RGA
09/07/19 RGA não se discute, se paga, diz Emanuel ao confirmar revisão para os servidores
09/07/19 11:05 Presidente da Unimed afirma que projeto que reinstitui incentivos fiscais 'dá alento para o setor"
08/07/19 20:15 Negociações avançam entre Governo e Sintep para o encerramento da greve
07/07/19 11:38 Wellington e Bezerra lideram ranking de emendas pagas pelo governo
06/07/19 13:56 Mauro e Wilson elevam tom de enfrentamentos políticos
05/07/19 09:08 Fávaro suspeita de morosidade no processo de Selma no TRE
04/07/19 20:05 Bancada do MDB é a favor de projeto de incentivos fiscais
04/07/19 18:34 Mauro rebate opositores e prevê R$ 500 milhões de receita
04/07/19 15:40 PGE pede para Eder e Pedro Nadaf sairem do quadro de acionistas de empresa pública
03/07/19 11:45 Deputado, irmãos e mãe passam a ser investigados na Operação Polygonum
02/07/19 11:06 Entidades pressionam AL e discordam de projeto de Mauro
Cadastre seu e-mail:
BR Informe é um portal independente de notícias.
Expediente | Seja um Colaborador | Fale Conosco