Quarta-Feira, dia 08 de Abril de 2020
Últimas Notícias
Política
Brasil
Economia
Cidades
Internacional
Esporte
Judiciário
Polícia
 
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Agenda de Eventos
Canal do Internauta
Artigos
 
Envie sua Matéria
Fale Conosco
 

 

política

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Bustamante não sabe se acordo com MPE foi concretizado
08/08/19 - 19:35 
Por: Gazeta Digital

 

 O secretário de Segurança de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Alexandre Bustamante, afirma que não lembra se o termo de concessão firmado entre o Ministério Público Estadual (MPE) e a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) foi efetivado.

 
O termo previa o empréstimo de equipamentos de escuta do MPE para a pasta da qual o secretário era adjunto em 2010 e foi o responsável por assinar o termo, à época, segundo informações do procurador-geral de Justiça, José Antonio Borges. 
 
Desde que o assunto veio à tona, no início da semana, após a divulgação de nota do MPE, Bustamante não se pronunciou sobre o fato. Abordado, na tarde desta quinta-feira (8), ele disse que não iria falar do assunto. Segundo ele, a cessão está sendo averiguada e, assim, que houver resultados, as informações serão divulgadas por meio de nota. 
 
“Há um termo de cooperação e estamos averiguando se ele foi executado ou não”, afirma. Bustamante declara que ainda não foi convocado a dar explicações às autoridades e que não sabe se os equipamentos foram usados e estão em uso ainda.
“Está tudo sendo averiguado, papelada, documentação. Vamos averiguar primeiro. Tudo que eu disser antes é falácia e leviandade, o que eu não faço”, alega.
 
O secretário ressalta que o termo foi assinado, por ele, há muito tempo e não lembra as condições do termo. “Faz 9 anos. Não lembro”.
 
O termo assinado por Bustamante, adjunto de Assuntos Estratégicos da Sejusp à época, e o então procurador-geral de Justiça Marcelo Ferra de Carvalho foi encontrado durante investigação realizada pelo Núcleo de Ações de Competência Originária (NACO), por ordem do procurador-geral do MPE, José Antonio Borges. O acordo previa o empréstimo de duas placas e um Hard-lock da marca Witro à Sejusp por 6 meses, mas não há registro de devolução.
 
As apurações começaram após o policial militar cabo Gerson Correa afirmar que o coronel Zaqueu Barbosa entregou a ele uma placa usada em sistemas de escutas. Tal equipamento da marca Witron foi reconhecida por Gerson, que a usou enquanto trabalhava no Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco).
 
Gerson afirmou que entregou a placa nas mãos do procurador Paulo Prado e não sabia como ela tinha ido parar com Zaqueu.
O equipamento recebido pelo cabo foi usado no núcleo de inteligência montado por militares para interceptarem inimigos políticos do então candidato a governador Pedro Taques. O sistema teria sido criado por ordem do advogado e primo do ex-governador, Paulo Taques. O esquema de escutas clandestinas ficou conhecido como “Grampolândia Pantaneira”.
 
Outras matérias
09/08/19 07:09 Crise não é desculpa para negligenciar a gestão, cita Mauro
07/08/19 18:00 Pedro Taques afirma que está 'louco para falar' na grampolândia
07/08/19 17:43 Justiça autoriza Janaina Riva para atuar como assistente em processo da 'Grampolândia Pantaneira'
01/08/19 14:05 No dia 10, Governo paga ponto cortado dos servidores que retornaram da greve
01/08/19 13:39 Emanuel revela apoio de Botelho e diz que DEM está 'rachado'
01/08/19 17:21 Radicalização de Bolsonaro ajuda Doria a se distanciar
11/07/19 11:32 Deputada diz reforma da Previdência não resolve problema fiscal do Brasil
10/07/19 18:11 Indicação de Selma para Conselho de Ética é questionada
10/07/19 10:23 Assembleia derruba veto e FEX volta ao cálculo para concessão da RGA
09/07/19 RGA não se discute, se paga, diz Emanuel ao confirmar revisão para os servidores
09/07/19 11:05 Presidente da Unimed afirma que projeto que reinstitui incentivos fiscais 'dá alento para o setor"
08/07/19 20:15 Negociações avançam entre Governo e Sintep para o encerramento da greve
07/07/19 11:38 Wellington e Bezerra lideram ranking de emendas pagas pelo governo
06/07/19 13:56 Mauro e Wilson elevam tom de enfrentamentos políticos
05/07/19 09:08 Fávaro suspeita de morosidade no processo de Selma no TRE
04/07/19 20:05 Bancada do MDB é a favor de projeto de incentivos fiscais
04/07/19 18:34 Mauro rebate opositores e prevê R$ 500 milhões de receita
04/07/19 15:40 PGE pede para Eder e Pedro Nadaf sairem do quadro de acionistas de empresa pública
03/07/19 11:45 Deputado, irmãos e mãe passam a ser investigados na Operação Polygonum
02/07/19 11:06 Entidades pressionam AL e discordam de projeto de Mauro
Cadastre seu e-mail:
BR Informe é um portal independente de notícias.
Expediente | Seja um Colaborador | Fale Conosco