Sábado, dia 16 de Dezembro de 2017
Últimas Notícias
Política
Brasil
Economia
Cidades
Internacional
Esporte
Judiciário
Polícia
 
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Agenda de Eventos
Canal do Internauta
Artigos
 
Envie sua Matéria
Fale Conosco
 

 

judiciário

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Silval Barbosa é interrogado como vítima de extorsão praticada por jornalistas
18/09/17 - 10:18 
Por: Celly Silva- Gazeta Digital

 

 O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) presta depoimento na tarde desta segunda-feira (18) à juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, na ação penal decorrente da operação Liberdade de Extorsão, que apura crimes de cobrança de propina por parte de jornalistas do Grupo Milas de Comunicação junto a políticos e empresários em troca da não publicação de matérias que denunciassem escândalos de corrupção que foram descobertos nas fases da operação Sodoma.

 
Réu em diversas ações penais e agora acostumado a ficar de frente à juíza Selma Arruda para confessar seus crimes, o que ocorreu em uma série de audiências durante o mês de julho, desta vez, Silval Barbosa vai ser interrogado na condição de vítima dos jornalistas Antônio Carlos Milas de Oliveira, seus filhos Maycon Feitosa Milas e Max Feitosa Milas, Antônio Peres Pacheco, Haroldo Ribeiro de Assunção e Naedson Martins da Silva.
 
Esta será a primeira aparição pública do ex-governador desde que a delação premiada dele e de sua família e comparsas vieram à tona. Desde que saiu do Centro de Custódia da Capital (CCC), em junho, Silval está em prisão domiciliar em sua cobertura no edifício Riviera D'Itália, no bairro Jardim das Américas.
 
Também figuram como vítimas das extorsões outros delatores da operação Sodoma como o ex-secretário da Casa Civil Pedro Nadaf e o empresário do ramo de factoring Filinto Muller e o empresário Willians Mischur, que figura como vítima em ambos os processos.
 
Na semana passada, os irmãos e réus Max e Maycon Feitosa Milas tentaram prorrogar a audiência alegando que tinham que comparecer a outra audiência que tramita no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). No entanto, não comprovaram que foram intimados. 
 
Diante disso, a juíza Selma Arruda não viu motivo plausível para a redesignação pois o simples fato da coincidência entre as datas das audiências não foram considerados suficientes postergar a audiência na 7ª Vara. 
 
“(...) o advogado peticionante não foi o único constituído naquelas datas, sendo perfeitamente possível que um dos causídicos acompanhe este ato enquanto que outro compareça ao julgamento no Tribunal de Justiça de São Paulo, sem qualquer prejuízo. Isso, posto sem mais delongas, Indefiro o requerimento da Defesa neste sentido, mantendo a audiência designada para o dia 18/09/2017 às 13:30 horas”, determinou Selma Arruda.  
 
Relembre o caso
 
A Operação Liberdade de Extorsão foi deflagrada no dia 12 de março pela Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) para cumprir mandados de prisão preventiva contra 4 jornalistas do Grupo Milas Comunicação, além do editor chefe do Brasil Notícias, com sede em Brasília, no Distrito Federal, Naedson Martins da Silva.
 
Depois, também foi preso o auditor fiscal da prefeitura de Cuiabá, Walmir Corrêa, acusado de repassar informações sigilosas e privilegiadas aos jornalistas que por sua vez passavam a praticar extorsão contra as vítimas para não publicarem matérias denunciando supostas irregularidades em contratos com o poder público.
 
Contra os réus pesam acusações de coagir ex-políticos e empresários para que pagassem valores entre R$ 100 mil e R$ 300 mil para que fossem denunciados em “matérias jornalísticas” apontando possíveis irregularidade em contratos administrativos, corrupção ativa e passiva, entre outras negociatas.
 
Outras matérias
13/12/17 15:42 Naco investiga Mauro Savi por suposta corrupção no Detran
13/12/17 14:23 Ararath ainda tem 45 inquéritos em andamento
11/12/17 18:14 Ex-gestores da Câmara são condenados a devolver valores pago a mais a servidores
11/12/17 17:36 Ação que apurava difamação e ameaça contra juíza é extinta
11/12/17 17:21 Ex-presidente do Detran e empresa terão que devolver R$ 109 mil
11/12/17 13:29 STF deixa Siqueira 'ficar' com a esposa delegada
11/12/17 11:00 Emanuel pede que Fux reconsidere decisão
23/10/17 11:06 Juiz invalida ato de Comissão e reconduz prefeito de Acorizal ao cargo
23/10/17 10:55 Justiça acata pedido do MPE e bloqueia bens de prefeito e secretária
23/10/17 09:23 Escrivão continua com escolta mesmo com saída de Perri do processo
22/10/17 17:00 Cabo da PM confessa que operou grampos de dentro do Gaeco
22/10/17 14:29 Afastado do TCE, conselheiro Novelli quer recuperar 15 relógios de grife
22/10/17 09:21 STF não compartilha delações de Silval e Sílvio Corrêa
20/10/17 16:45 Luiz Soares denuncia juiz que o prendeu ao CNJ e Corregedoria do TJ
09/10/17 13:23 Coronel e esposa presos por grampos pedem novo interrogatório
08/10/17 10:08 MPT de Mato Grosso obtém liminar contra JBS de Pontes e Lacerda
02/10/17 07:00 Lesco devia ter comprado sistema em nome de defunto, teria dito esposa
27/09/17 10:23 Promotores de justiça também estariam envolvidos em esquema de grampos ilegais
23/09/17 11:00 Ministro Barroso libera para análise ação sobre candidatura avulsa
22/09/17 11:22 Por medo, prefeito pede sigilo em investigação no STF
Cadastre seu e-mail:
BR Informe é um portal independente de notícias.
Expediente | Seja um Colaborador | Fale Conosco