Sábado, dia 16 de Dezembro de 2017
Últimas Notícias
Política
Brasil
Economia
Cidades
Internacional
Esporte
Judiciário
Polícia
 
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Agenda de Eventos
Canal do Internauta
Artigos
 
Envie sua Matéria
Fale Conosco
 

 

economia

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Maggi reclama de protecionismo
18/10/16 - 06:50 
Por: Redação
Fonte: Diário de Cuiabá

 

Logo após fechar três acordos com o governo indiano, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, criticou o país. Disse que a Índia é muito protecionista e que parte daquele governo pensa que o país consegue produzir sozinho o necessário para a população. E afirmou que o Brasil está à espreita para ocupar esse mercado. 

“Não tenho dúvida em dizer que sim. Muito protecionista. Aliás, o próprio governo, uma ala mais tradicional aqui, acha que não precisa importar, acha que dá conta sozinha do seu recado, e a ala que prevê o futuro da Índia, entrando aí mais de 15 milhões de pessoas todos anos no mercado de trabalho ou se alimentando, precisa importar”, explicou o ministro, que completou: “Há ainda aqui dentro da Índia uma espécie de disputa por qual caminho a ser seguido e o Brasil está à espreita para ocupar esse mercado”. 
 
Um dos três acordos assinados pelo ministro nesta segunda-feira é para a transferência de genomas, de material genético de bovinos, da Índia para o Brasil. Ele explicou que todo o rebanho brasileiro é de origem indiana. E desde 1950, o Brasil não importa mais gado indiano e, portanto, a variabilidade genética tem sido diminuída nos últimos anos. 
 
“Com a entrada desse novo material, vamos dar um choque na pecuária brasileira e tenho certeza de que vamos ganhar produtividade com isso”, disse Maggi. 
 
Segundo o ministro, “de prático”, foi colocado para o primeiro-ministro indiano Narendra Modi: “Olha, nem só de regulamentos vive o mundo. O mundo vive de comércio, e o comércio é feito pela política”. 
 
Ele argumenta que a Índia, que quer o Brasil como um parceiro estratégico, precisa retirar as barreiras fitossanitárias que aí estão colocadas. O primeiro-ministro, segundo o ministro, entendeu e disse que vai fazer as gestões políticas necessárias. O primeiro efeito esperado é a ampliação do mercado de alimentos para a Índia. 
 
“Temos hoje parados para entrar maçãs - o Brasil já é 12º maior produtor de maçãs —, carne de aves e também de suínos, que estamos na pauta para ser liberado e por problemas fitossanitários’ entre aspas’ nós não conseguimos atender”, disse Maggi. 
 
Outras matérias
20/09/17 10:42 Dono de frigorífico grava irmãos Batista em MT
19/06/17 14:09 Reformas mostram resultados positivos, diz presidente do Banco Central
19/06/17 13:36 Trabalhadores têm até 30 de junho para sacar o abono salarial de 2015
19/06/17 10:19 Procuradoria regulamenta MP que parcela débitos previdenciários
19/06/17 09:13 Mercado financeiro reduz projeção para inflação e PIB
19/05/17 19:30 Mato Grosso será pioneiro em produção de etanol de milho
11/05/17 19:39 Petrobras tem lucro de R$ 4,4 bilhões no primeiro trimestre
23/03/17 18:00 Governo lançará programas para alavancar o setor mineral
03/11/16 05:00 Governo federal ficará com R$ 38,5 bi de recursos da repatriação, diz Meirelles
21/09/16 06:28 Governo tem compromisso com o ajuste fiscal
21/09/16 09:30 Empresas investigadas dão prejuízo de R$ 20 bilhões à Petrobras
19/09/16 09:30 Governo espera arrecadar R$ 150 milhões com o Refis
16/09/16 08:55 Governo formaliza parceria com a China para construção de ferrovia
16/09/16 08:25 Blairo Maggi busca ampliar mercados em Myanmar e Vietnã
16/09/16 07:45 Marechal Rondon vai ser privatizado
13/09/16 07:50 PGE vai ao STF para que União seja impedida de penalizar MT
13/09/16 07:09 Valter Albano crê em convergência nos momentos de crise
16/05/16 08:16 Gol oferece garantia colateral de US$ 223 mi em sua oferta de troca
15/05/16 13:05 Condições em edital para aeroportos propiciam competitividade
15/05/16 12:12 Entenda a crise econômica que assola o Brasil
Cadastre seu e-mail:
BR Informe é um portal independente de notícias.
Expediente | Seja um Colaborador | Fale Conosco