Sexta-Feira, dia 15 de Dezembro de 2017
Últimas Notícias
Política
Brasil
Economia
Cidades
Internacional
Esporte
Judiciário
Polícia
 
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Agenda de Eventos
Canal do Internauta
Artigos
 
Envie sua Matéria
Fale Conosco
 

 

política

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Comissão de Ética da Assembleia Legislativa vai escolher corregedor
09/10/17 - 09:56 
Por: Janaiara Soares- A Gazeta

 

 O presidente da Comissão de Ética da Assembleia Legislativa, deputado estadual Leonardo Albuquerque (PSD) afirmou que o grupo deve escolher esta semana um corregedor para ajudar na condução dos trabalhos da comissão na Casa de Leis. O parlamentar ressaltou ainda que além do acompanhamento junto a Justiça do caso dos deputados citados na delação do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) a comissão também terá um funcionamento mais atuante do que dos últimos anos.

 
“Na semana que vem nós iremos escolher um corregedor que vai nos auxiliar na condução das investigações. A comissão está andando, vamos fazer o que o regimento manda. A comissão nunca existiu de verdade e agora nós vamos colocar para funcionar. Como garantir a segurança dos deputados e outras demandas que fazem parte do conselho”, disse o parlamentar.
 
A resolução que institui o código de ética no parlamento não especifica o cargo do corregedor, mas a comissão deve escolher um dos integrantes. De acordo com o artigo 11, do documento, o presidente da comissão submeterá aos demais membros a indicação de um Corregedor Titular e um Corregedor Substituto, com as seguintes atribuições: promover a manutenção do decoro, da ordem e da disciplina no âmbito da Assembleia Legislativa, dar cumprimento às determinações da Mesa referentes à segurança interna e externa da Casa, supervisionar a proibição de porte de arma, com poderes para revistar e desarmar.
 
Além disso, o corregedor deverá receber, examinar e encaminhar aos órgãos competentes as denúncias, reclamações ou as representações devidamente escritas e assinadas por pessoa física ou jurídica contra deputado, inclusive fazer as sindicâncias, além de, proceder à instrução de processos disciplinares. Os deputados acompanham principalmente agora o caso da prisão do deputado estadual Gilmar Fabris (PSD). O socialdemocrata foi preso no dia 15 de setembro por supostamente tentar obstruir a Justiça. 
 
Outras matérias
13/12/17 15:56 'Não quero ser candidato se for culpado', diz Lula
13/12/17 15:52 Após reclamação, prefeito apresenta substitutivo da LOA
13/12/17 13:00 Riva depõe após Eder afirmar que ele teve participação nas cartas de crédito
12/12/17 21:13 Vereadores de Cuiabá concedem 13º salário para si mesmos
12/12/17 20:23 Deputados aprovam orçamento de R$ 20,3 bilhões para o Estado
12/12/17 19:06 TCE dá 15 dias para Emanuel explicar falta de pagamento à empresa
12/12/17 17:00 Comissão no Senado aprova liberação de quase R$ 500 mi do FEX para MT
12/12/17 15:15 Recriação da SEC 300 é aprovada na Câmara
12/12/17 12:00 Vereador quer cancelar interrogatório de prefeito na CPI do Paletó
11/12/17 12:56 Eder Moraes diz que falta gestão e competência ao governo Taques
11/12/17 10:54 Taques confirma pagamento de salários nesta segunda-feira
11/12/17 10:00 Mauro Mendes admite disputar eleições ao governo
23/10/17 Presidente do TJ 'intima' Taques a pagar R$ 28 mi de duodécimo atrasado
23/10/17 10:19 Ainda sem consenso, Comissão propõe substitutivo que altera texto de PEC
22/10/17 16:22 Antonio Joaquim sinaliza explorar escândalos da gestão Taques
22/10/17 15:00 PSB retira Fábio Garcia da CCJ na Câmara para não votar a favor de Temer
21/10/17 10:44 Promotoria questiona negócio entre irmã de Gilmar Mendes e governo de MT
21/10/17 10:21 Prefeito contesta ONG que denunciou R$ 700 mi de contratos sem licitação
20/10/17 19:10 Antonio Joaquim anuncia pré-candidatura e detona gestão Taques
20/10/17 18:32 Cabo diz que encontro com Paulo Taques foi para selar acordo financeiro
Cadastre seu e-mail:
BR Informe é um portal independente de notícias.
Expediente | Seja um Colaborador | Fale Conosco