InfoJud 728x90

WEG fecha seu 1º contrato de fornecimento de microrredes com Centro de Lançamento de Alcântara

Por Redação em 04/05/2021 às 10:35:40

O contrato de microrrede é o primeiro fechado pela companhia em todo o mundo Dois anos depois de reforçar sua aposta no negócio de armazenamento de energia com uma aquisição nos Estados Unidos, a WEG começa a ver um mercado mais desenvolvido para esse tipo de solução também no Brasil.

A fabricante acaba de firmar um contrato envolvendo essas tecnologias para o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, em parceria com a Força Aérea Brasileira e a Agência Espacial Brasileira.

O acordo prevê o fornecimento de um sistema completo de armazenamento de energia em baterias de íons de lítio e o desenvolvimento do controle de uma microrrede (rede que opera de forma autônoma) alimentada por diversas fontes de energia. O contrato de microrrede é o primeiro fechado pela companhia em todo o mundo.

A WEG explica que o sistema chamado “BESS”, com potência instalada de 1 megawatt (MW) e 1 megawatt-hora (MWh) de capacidade, vai ampliar a capacidade de geração de energia da microrrede e disseminar o uso da energia solar, garantindo segurança, qualidade e resiliência no fornecimento de energia durante os lançamentos de foguetes.

Além disso, o projeto deve contribuir para a redução de impactos ambientais, já que o uso do “BESS” eliminará o consumo de diesel, diz a WEG. O “BESS” está previsto para entrar em operação em abril de 2022.

O contrato foi assinado com a Fundação Sousândrade e envolve as operações da Equatorial Energia no local — a empresa é a responsável pela construção, pesquisa e desenvolvimento da microrrede nas dependências internas do CLA.

Segundo o diretor superintendente de Automação da WEG, Manfred Peter Johann, a companhia está preparada para atender o crescente mercado de armazenamento de energia por baterias no Brasil. “Temos tradição no fornecimento do BESS no âmbito internacional e, agora, estamos avançando no desenvolvimento de soluções para controle de microrredes, uma tendência que está crescendo bastante neste mercado”, escreve.

Fonte: Valor Econômico

Tags:   Valor
Comunicar erro
Agro Noticia 728x90
Coronavirus 728x90