AL- Vacina que volta

Governador: "Muito mais que fazer história, estamos fazendo justiça ao nosso estado e a nossa gente"

Por Redação em 21/09/2021 às 08:15:12

O governador Mauro Mendes afirmou que a vinda da 1¬™ Ferrovia Estadual de Mato Grosso é muito mais do que um momento histórico, pois traz "justi√ßa ao nosso estado e a nossa gente".

A assinatura do contrato com a empresa Rumo Logística para a constru√ß√£o do modal ocorreu nesta segunda-feira (20.09), em Cuiab√°. O ato também ser√° realizado ainda hoje em Nova Mutum e Lucas do Rio Verde.

"Com a ferrovia, v√£o ganhar os mato-grossenses, as indústrias, as pessoas. Vai ganhar quem mais precisa de oportunidade, pois mais de 230 mil empregos diretos e indiretos dever√£o ser criados. Muito mais que fazer história, estamos fazendo justi√ßa ao nosso estado e à nossa gente", afirmou, durante o ato no Centro de Eventos do Pantanal.

A ferrovia vai ligar os municípios de Rondonópolis a Cuiab√° e Rondonópolis a Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, e também vai se conectar à malha nacional, que chega ao Porto de Santos.

De acordo com o governador, esse avan√ßo logístico é mais uma alternativa importante e sustent√°vel para o escoamento de gr√£os, cuja produ√ß√£o em Mato Grosso pode superar as 120 milh√Ķes de toneladas anuais até 2030.

"Melhorando a logística, melhora o processo de desenvolvimento e crescimento do Estado. Sem a ferrovia, iríamos entupir todas as rodovias para atender a essa crescente demanda. Isso teria um prejuízo ambiental gigantesco, teríamos que duplicar as estradas... J√° a ferrovia vai ter um impacto muito positivo, porque é uma op√ß√£o com baixa emiss√£o de carbono, ambientalmente sustent√°vel", pontuou.

Para Mauro Mendes, o modal ter√° um impacto "enorme e positivo" na vida de milhares de mato-grossenses, pois vai impulsionar a indústria, o comércio comércio a gera√ß√£o de empregos.

"A ferrovia se conecta ao Porto de Santos, principal polo industrial do país, e vai trazer insumos a Mato Grosso com menor custo de transporte. Poderemos trazer a√ßo e matérias primas para a produ√ß√£o, por exemplo, a um custo muito menor. Além disso, ser√° possível levar produtos do nosso mercado interno ao principal mercado de consumo, que é a regi√£o sudeste", relatou.

O governador ainda adiantou que os trilhos n√£o só v√£o atrair novos investimentos, como j√° est√£o atraindo.

"Essa obra vai tornar nossas indústrias mais competitivas. L√° em Lucas do Rio Verde, um grupo empresarial anunciou um investimentos privados superiores a R$ 2 bilh√Ķes, e esse anúncio foi acelerado por conta da ferrovia, pois é uma empresa da √°rea do etanol e o custo do transporte do etanol, com a ferrovia, ser√° muito mais barato", ressaltou.

A ferrovia

A constru√ß√£o da ferrovia prev√™ 730 quilômetros de linha férrea que v√£o interligar os municípios de Rondonópolis a Cuiab√°, além de Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, e que v√£o se conectar à malha ferrovi√°ria nacional, em dire√ß√£o ao Porto de Santos (SP). O investimento estimado para implanta√ß√£o da ferrovia é de R$ 11,2 bilh√Ķes e a expectativa é de que o empreendimento promova a gera√ß√£o de 230 mil empregos diretos e indiretos.

A previs√£o é de que o trecho entre Rondonópolis e Cuiab√° estar√° concluído e em funcionamento no ano de 2025; enquanto a opera√ß√£o no trecho Cuiab√° a Lucas do Rio Verde dever√° come√ßar em 2028.

Uma vez implantada a ferrovia, a Rumo S/A fica autorizada a explorar a ferrovia pelo prazo de 45 anos, sendo que a infraestrutura ferroviária poderá ser compartilhada pela empresa vencedora com outra empresa de transporte ferroviário que venha a prestar serviços no Estado.



Fonte: Secom/MT

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90
Coronavirus 728x90