AL- SOS Mulher

Irmãos de 7 e 8 anos que pediram vacina contra a Covid em carta ao Papai Noel comemoram início da imunização em crianças

Por Redação em 14/01/2022 às 16:06:12

Se vacinar contra a Covid-19 foi o desejo feito por Bárbara e Vando no Natal

Mãe afirma que Bárbara e Vando estão ansiosos para chegar a vez deles de imunizar.


O início da vacinação de crianças contra a Covid-19 é a realização de um desejo de Natal dos irmãos Bárbara Vasconcelos de Azevedo, de 7 anos e Vando Vasconcelos de Azevedo, 8 anos, revelado em uma carta enviada ao Papai Noel, em dezembro de 2021. Eles moram com os pais em Barra do Bugres (MT) e ficaram isolados na maior parte do tempo durante a pandemia.

Nesta sexta-feira (14), o indígena mato-grossense, Davi Seremramiwe Xavante, de 8 anos, foi a primeira criança a ser vacinada contra a Covid-19 no país. A imunização aconteceu por volta das 12h em um evento simbólico organizado em São Paulo para inaugurar a vacinação de crianças de 5 a 11 anos.


Crianças pediram a vacinação contra a Covid-19 em carta enviada ao Papai Noel — Foto: Ana Vasconcelos/Arquivo pessoal
Crianças pediram a vacinação contra a Covid-19 em carta enviada ao Papai Noel


Ao g1, a mãe de Bárbara e Vando, Ana Paula Vasconcelos, contou que os filhos estão ansiosos para que a vez de eles serem imunizados também chegue. Segundo ela, a família ficou por cerca de seis meses isolada durante o primeiro pico da pandemia.

"Eu confio 100% na ciência e na vacina. Não vemos a hora deste momento chegar. Eles estão eufóricos. No dia que vimos a primeira notícia de que já era certo que eles iriam vacinar, o Vando começou a chorar de emoção", contou.


Irmãos pediram vacina contra a Covid ao Papai Noel — Foto: Ana Vasconcelos/Arquivo pessoal
Irmãos pediram vacina contra a Covid ao Papai Noel


Ana é funcionária pública e o marido é professor contratado. Ambos também estão cursando doutorado. Ela afirmou que o conhecimento na área científica tem sido repassado aos filhos e que isso os ajudou a ter consciência da importância da imunização.

"Acho muito importante [a vacinação]. Tem muita gente morrendo, porque não quer se vacinar", declarou Vando.

De acordo com Ana, ninguém pegou Covid na família. No entanto, eles tiveram alguns parentes contaminados e perderam amigos. Isso aumentou o desejo pela vacinação de toda a família.

"Sabemos o que é a ciência e a importância dela. Consequentemente, as crianças sempre tiveram muito esclarecimento sobre isso. Quando saía alguma fake news, nós explicávamos o que era verdade, como funcionava a vacina, o que deveria acontecer para ser seguro", pontuou.


Do carro, Bárbara e Vando observam o pai sendo vacinado contra a Covid-19 — Foto: Ana Vasconcelos/Arquivo pessoal
Do carro, Bárbara e Vando observam o pai sendo vacinado contra a Covid-19


Ana afirmou que ela e o marido ficaram com medo de como as crianças iriam lidar com a chegada da pandemia e do isolamento, e qual seria o impacto disso na vida delas, mas, segundo ela, eles se surpreenderam com os posicionamentos dos filhos neste período.

"Foi muito impactante para eles, embora eles lidaram muito bem com a situação. Ficamos com medo, porque em um dia eles estavam na escola e, no outro, trancados em casa. Mas eles são crianças muito tranquilas", relatou.

Agora, o que Bárbara e Vando esperam é a vez deles na fila da imunização.

"Quando viram que as doses chegam hoje em Mato Grosso, já queriam se vacinar na segunda-feira (17), mas expliquei que isso ainda vai ser organizado", disse.


Davi Seremramiwe Xavante, de 8 anos, da tribo Xavante, primeira criança a receber a primeira dose da vacina contra Covid-19 no Brasil. — Foto: ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Davi Seremramiwe Xavante, de 8 anos, da tribo Xavante, primeira criança a receber a primeira dose da vacina contra Covid-19 no Brasil.


Vacinação em crianças em MT

O primeiro lote de vacina que será destinado para crianças de 5 a 11 anos está previsto para chegar Mato Grosso na tarde desta sexta-feira (14).

Nesse primeiro lote, são 23 mil doses. No entanto, ainda não há definição de quantas doses pediátricas cada cidade vai receber nesse primeiro momento.

As crianças entre 5 e 11 anos não vão precisar de prescrição médica para tomar a vacina contra a Covid-19 em Mato Grosso, de acordo com a resolução da Comissão Bipartite, da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Os pontos de vacinação vão seguir a ordem dos grupos etários, de acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI).

Para se vacinar, as crianças precisarão estar somente o documento de identificação e a companhia dos pais ou responsáveis.

Fonte: G1

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90
AL- Vacina que volta
Coronavirus 728x90