AL- SOS Mulher

Olavo de Carvalho influenciou massa de eleitores e criou núcleo da militância bolsonarista, avalia deputado

Por Redação em 25/01/2022 às 10:32:21

O deputado federal Paulo Eduardo Martins enxerga forte influência dos pensamentos do escritor Olavo de Carnavalho na formação da militância bolsonarista e nos núcleos conservadores do Brasil. Na visão do parlamentar, o escritor, que faleceu na noite desta segunda-feira, 24, em um hospital dos Estados Unidos, acabou tendo relação indireta com o governo federal. “Há pessoas que no seu processo de formação tiveram a influência do Olavo, não necessariamente do Olavo como uma figura que ligue para o presidente e ajude na tomada de decisões. Muitas pessoas com acesso ao pensamento de Olavo de Carvalho tiveram influência na sua formação e acabaram sendo pessoas influentes no governo, isso aconteceu e é natural que seja”, afirmou Paulo Eduardo Martins.

Para o deputado, embora as obras de Olavo sejam dos anos 90, muito antes do início do bolsonarismo, será preciso um tempo para que a imagem do escritor seja desconectada do governo. “O pensamento do Olavo influenciou e criou massa de eleitores que acabou criando um núcleo duro e foi o núcleo da militância de Bolsonaro, isso é um fato. A sua influência no governo foi indireta, mas o próprio Olavo sempre rejeitou a figura de guru [bolsonarista]”, completou em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News. Rejeitando ou não o título de guru do presidente Jair Bolsonaro, a morte de Olavo de Carvalho é lamentada por diversos apoiadores do político.

Nesta terça-feira, o ministro Onyx Lorenzoni, do Trabalho e Previdência Social, agradeceu a Olavo de Carvalho pelos “ensinamentos e sua luta na defesa da liberdade”. “Que Deus o receba em toda a sua bondade e conforte o coração de sua família. Obrigado, Professor”, escreveu no Twitter. Assim como ele, outros seguidores como Abraham Weintraub, Carla Zambelli, Ricardo Salles e Damares Alves lamentaram o falecimento do filósofo. A Secretaria Especial de Comunicação (Secom) também publicou mensagens lamentando a morte do escritor, citando mais de 40 obras publicadas. “Intransigente defensor da liberdade e escritor prolífico, o professor Olavo sempre defendeu que a liberdade deve ser vivida no íntimo da consciência individual e na inegociável honestidade do ser para consigo mesmo.

Fonte: JP

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90
AL- Vacina que volta
Coronavirus 728x90