Lei Ana Benevides: projeto de lei quer que empresas sejam obrigadas a distribuir água potável gratuita em shows

.

Por Redação em 21/11/2023 às 18:23:40

Ana Clara Benevides, de 23 anos, morreu após passar mal durante show da Taylor Swift, no Rio. Projeto quer que água potável seja distribuída em shows de forma gratuita e que pensem em estruturas para cobrir as filas, onde fãs passam horas aguardando liberação de entrada. Ana Clara Benevides se formaria em abril de 2023

Reprodução/Rede Social

Um projeto de lei foi apresentado na C├ómara dos Deputados na noite desta segunda-feira (20) para tornar obrigatório o oferecimento de água potável de forma gratuita em shows. A deputada federal Delegada Adriana Accorsi (PT-GO) quer a criação da lei Ana Clara Benevides, em tributo à fã que morreu em um show da Taylor Swift no Rio de Janeiro.

Se aprovada, a lei obriga que água potável seja distribuída tanto em shows particulares ou públicos, e que sejam criadas estruturas mais adequada para festivais, shows e eventos com grande concentração de pessoas.

Uma dessas estruturas seria para cobrir as filas que se formam para aguardar o início dos eventos, como no caso dos shows da Taylor Swift e do RBD no Rio, em que longas filas se formaram na porta do Estádio Nilton Santos.

O projeto de lei também quer que bebedouros sejam espalhados nos locais de eventos. O texto do projeto diz que ficaria a cargo do Poder Executivo determinar a punição para descumprimentos das normas.

"A água se trata de um recurso principal para a sobrevivência humana, sendo a mesma indispensável ao levamos em conta a atual crise climática que vivemos, a qual gerou o aumento da temperatura em todo o país", explica a justificativa do projeto.

Morte de fã

O que se sabe sobre a morte de fã em show da Taylor Swift

Ana Clara Benevides morreu, de 23 anos, morreu durante o primeiro show da cantora Taylor Swift no Brasil, no dia 17 de novembro. Após a morte dela, a organizadora dos shows decidiu autorizar a entrada de copos de água lacrados e garrafas plásticas flexíveis no Estádio Nilton Santos, o Engenhão.

"Será permitida a entrada no estádio com copos de água lacrados e alimentos industrializados lacrados, sem limitação de itens por pessoa. Esclarecemos que a exigência dos itens serem lacrados segue recomendações de segurança. Também ressaltamos que a proibição de entrada de garrafas de água em estádios é uma exigência feita por órgãos públicos e que não realizamos a comercialização de bebidas e alimentos, sendo essa uma atribuição da administração do estádio", afirmou o comunicado da Time For Fun (T4F).

Após a morte da jovem, a T4F disse ainda que reforçou a estrutura de atendimento médico e que ia ampliar o fornecimento de água gratuita nas filas e acessos do estádio.

No entanto, o show acabou sendo adiado faltando pouco tempo para o início da apresentação.

"Diante da previsão de aumento da onda de calor na cidade do Rio de Janeiro, informamos que estamos reforçando o plano de ação especial realizado para o primeiro dia de show, especialmente o fornecimento de água gratuita nas filas e em todos os acessos e entradas ao estádio e no seu interior", diz a nota.

"Cerca de 200 colaboradores extras irão se somar aos 1.230 profissionais que estão trabalhando no evento desde o início entre seguranças, brigadistas, orientadores de público e outros. Além disso, a estrutura de atendimento médico foi reforçada, totalizando 08 postos médicos disponíveis, 08 ambul├óncias e 08 UTIs móveis."

Quem era a fã que morreu no show da Taylor Swift?

Ana Clara Benevides Machado no show do Taylor Swift.

Daniele Menin/Arquivo pessoal

Ana Clara Benevides Machado tinha 23 anos e estudava psicologia na Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), em Mato Grosso. Ela concluiria a graduação neste ano.

Amigos de Ana afirmaram que a jovem amava a cantora norte-americana e estava realizando um sonho ao viajar para assistir ao show da artista.

Vídeos mostram momento em que Taylor Swift para show para pedir água aos fãs

Quando ocorreu a morte da fã?

Ana Clara começou a passar mal durante a apresentação, segundo a amiga Daniele Menin, que estava com ela. Daniele disse que a jovem desmaiou durante a música Cruel Summer, a segunda do repertório de Taylor.

"Na segunda música ela simplesmente desmaiou. Aí tiramos ela com ajuda dos seguranças e corremos pro postinho de apoio no estádio. Eles atenderam ela e encaminharam pra ambul├óncia", lembra Daniele.

Portaria para liberar garrafas d'água

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, anunciou a edição neste sábado (17) de uma portaria a fim de permitir garrafas de água para uso pessoal em shows no país. Outra medida é obrigar produtores a oferecer água de graça.

"A partir de hoje, por determinação da Secretaria do Consumidor do Ministério da Justiça, será permitida a entrada de garrafas de água de uso pessoal, em material adequado, em espetáculos. E as empresas produtoras de espetáculos com alta exposição ao calor deverão disponibilizar água potável gratuita em 'ilhas de hidratação' de fácil acesso", escreveu o ministro.

"A Secretaria Nacional do Consumidor tomará as providências cabíveis para a fiscalização, com a colaboração dos Estados e dos Municípios, bem como atuação da Polícia, se necessário", emendou.

Fonte: G1

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90