Marinhas do Brasil e dos Estados Unidos fazem operação típica de guerra para levar doações ao Rio Grande do Sul

Por Redação em 27/05/2024 às 22:39:50

A Marinha do Brasil e a Marinha dos Estados Unidos realizaram nesta segunda-feira (27) uma operação conjunta para apoiar a população do Rio Grande do Sul afetada por enchentes. Coordenada pela Força brasileira, a ação envolveu a transferência de 15 toneladas de doações entre o Porta-Aviões Nuclear "George Washington" e o Navio-Aeródromo Multipropósito "Atlântico", na costa do Estado. A operação, que também celebra os 200 anos de relações diplomáticas entre os dois países, visava agilizar a entrega de donativos às vítimas das enchentes. O NAM "Atlântico" foi posicionado a cerca de 500 metros do Porta-Aviões americano, recebendo as doações içadas por helicópteros brasileiros e norte-americanos. Esse tipo de operação, chamada Vertrep (Vertical Replenishment), envolve a transferência de cargas entre navios utilizando aeronaves.

Após receber toda a carga, o navio brasileiro atracará novamente em Rio Grande do Sul para desembarcar o material e encaminhá-lo à Defesa Civil. As doações, trazidas pelos americanos, foram arrecadadas e armazenadas pela Marinha do Brasil e transportadas pelo Centro de Distribuição e Operações Aduaneiras da Marinha (CDAM). Entre os itens doados estão água mineral, alimentos não perecíveis, ração e materiais de higiene e limpeza. O contra-almirante Nelson de Oliveira Leite, comandante da 1ª Divisão da Esquadra, destacou a importância da operação conjunta. "Hoje mostramos a importância de operar com outras Marinhas, pois, em uma situação real, estamos prontos para atuar. A presença do NAM "Atlântico" no porto de Rio Grande vai além de transporte e atendimento à população, demonstrando sua capacidade de mobilidade e operação em alto-mar."

Desde 30 de abril, a Marinha do Brasil tem atuado nas cidades gaúchas atingidas pelas chuvas. Mais de 2.000 militares, 11 helicópteros, 9 navios, 73 embarcações e 215 viaturas foram mobilizados para prestar auxílio. Já foram transportadas mais de 400 toneladas de donativos e 130 mil litros de água engarrafada. Um grupamento operativo de fuzileiros navais foi enviado ao RS para apoiar a Defesa Civil em resgates, transporte de materiais, desobstrução de vias, recuperação de estruturas, apoio às forças de segurança e fornecimento de água potável, utilizando duas estações móveis de tratamento com capacidade de 20 mil litros por hora. Além disso, um hospital de campanha com 40 leitos foi montado em Guaíb. A equipe de saúde do NAM "Atlântico" tem atendido a população dos municípios ao sul da Lagoa dos Patos.

Fonte: JP

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90