ONM 2

AliExpress e Magalu fecham acordo e venderão produtos no Brasil pelos dois marketplaces

.

Por Redação em 24/06/2024 às 10:39:18

Previsão é que parceria esteja disponível a partir do terceiro trimestre. Fachada de loja do Magazine Luiza

Marina Meireles/G1

O AliExpress anunciou nesta segunda-feira (24) que seus produtos da linha "Choice" serão vendidos no Brasil por meio do marketplace do Magazine Luiza. Essa linha representa o serviço de compras premium da companhia chinesa, que inclui produtos com "o melhor custo-benefício e velocidade de entrega", segundo comunicado enviado ao mercado.

A expectativa é que a parceria comece no terceiro trimestre de 2024, mas as negociações começaram ainda no ano passado, segundo as empresas.

LEIA TAMBÉM

Compras internacionais de US$ 50: calculadora do g1 mostra como ficam os preços

Quanto custa o look? Como ficarão os preços com o fim da isenção para compras internacionais de até US$ 50

Temu: varejista rival da Shopee e AliExpress inicia vendas no Brasil

Sobre os tipos de produtos que serão vendidos na plataforma do Magalu, Frederico Trajano, CEO do Magalu e Briza Bueno, diretora do AliExpress para a América Latina, explicam que a são "itens de cauda longa", de categorias complementares ao que já é oferecido pela empresa no Brasil, como produtos de beleza, eletrônicos e para escritórios.

Além disso, as empresas também informaram que os produtos 1P - aqueles que são vendidos direto para o consumidor final por meio de um e-commerce - do Magazine Luiza, serão distribuídos no território nacional por meio da plataforma do AliExpress Brasil.

"Serão vendidos, inicialmente, itens das categorias de bens duráveis, nas quais o Magalu é líder de mercado no Brasil, com capilaridade logística e multicanalidade, fortalecendo também as vendas do e-commerce com estoque próprio (1P) da Companhia", informa o Magazine Luiza sobre a venda de produtos próprios na plataforma do AliExpress.

De acordo com Frederico Trajano, os benefícios da parceria são, justamente, a complementaridade dos produtos oferecidos por cada um dos marketplaces. "Quanto mais produtos disponíveis para o consumidor dentro da minha plataforma, melhor".

Briza Bueno diz que o principal foco da empresa chinesa no momento é disponibilizar em sua plataforma itens como geladeiras e outros bens pesados, "algo que o AliExpress não tem, mas no Magalu é muito forte".

Já para o Magalu, as maiores vantagens virão de segmentos como acessórios de informática, produtos de moda, ferramentas e itens para bebês - áreas que o AliExpress tem maior diversidade.

"A parceria potencializa duas das maiores audiências do e-commerce brasileiro, com mais de 700 milhões de visitas mensais nas duas empresas, e possibilita que o consumidor final tenha acesso a um amplo portfólio de produtos, com curadoria e serviço de qualidade", afirma o Magalu, em nota.

Veja o comunicado do Magazine Luiza na íntegra

"MAGAZINE LUIZA S.A. ("Companhia" ou "Magalu") vem a público comunicar aos seus acionistas e ao mercado em geral que celebrou um acordo com o Aliexpress, plataforma de marketplace internacional do Alibaba International Digital Commerce Group ("Aliexpress"), para a listagem e venda de seus produtos em ambos os marketplaces.

O Aliexpress passará a vender como seller do marketplace do Magalu (3P), oferecendo milhares de itens da sua linha Choice – serviço de compras premium, incluindo produtos com o melhor custo-benefício e velocidade de entrega.

Serão disponibilizados produtos das mais diversas categorias, totalmente complementares às disponíveis atualmente no e-commerce do Magalu. Com isso, a Companhia amplia de forma significativa o sortimento oferecido, acelerando a sua estratégia de diversificação de categorias e de aumento da frequência de compra. Os pedidos realizados no Magalu serão importados por meio do programa Remessa Conforme, impulsionando a operação cross border da Companhia.

Ao mesmo tempo, o Magalu oferecerá produtos do seu estoque próprio na plataforma brasileira do Aliexpress, também complementando o sortimento oferecido por eles. Serão vendidos, inicialmente, itens das categorias de bens duráveis, nas quais o Magalu é líder de mercado no Brasil, com capilaridade logística e multicanalidade, fortalecendo também as vendas do e-commerce com estoque próprio (1P) da Companhia.

A parceria potencializa duas das maiores audiências do e-commerce brasileiro, com mais de 700 milhões de visitas mensais nas duas empresas, e possibilita que o consumidor final tenha acesso a um amplo portfólio de produtos, com curadoria e serviço de qualidade.

Um acordo desse tipo é inédito para ambas as empresas. É a primeira vez que o Alibaba, por meio do Aliexpress – uma das maiores empresas de e-commerce do mundo – faz um acordo estratégico com uma empresa fora da China. Para o Magalu, é a primeira vez que seus produtos serão listados e vendidos por meio de outra plataforma de marketplace."

Fonte: G1

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90