InfoJud 728x90

Lewandowski nega pedido para que Vaccari tivesse acesso a mensagens de Moro e Deltan

Por Redação em 12/01/2021 às 21:00:07

Mensagens foram obtidas por hackers e apreendidas em opera√ß√£o da PF; defesa alegou que conteúdo envolve ex-tesoureiro do PT. Ministro do STF deu a Lula acesso às mensagens. O ex-tesoureiro do PT Jo√£o Vaccari Neto

Luis Macedo/C√Ęmara dos Deputados

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou nesta ter√ßa-feira (12) um pedido para que o ex-tesoureiro do PT Jo√£o Vaccari tivesse acesso às mensagens trocadas entre o ex-juiz Sergio Moro e Deltan Dallagnol, ex-coordenador da for√ßa-tarefa da Lava Jato no Paran√°.

As mensagens foram obtidas por hackers e apreendidas na Opera√ß√£o Spoofing, deflagrada pela Polícia Federal. Em julho de 2019, a opera√ß√£o prendeu suspeitos de invadir os celulares de Moro e de integrantes da for√ßa-tarefa da Lava Jato.

Trechos das mensagens foram divulgadas em uma série de reportagens pelo site The Intercept. Segundo as reportagens, por exemplo, Moro orientou a troca de uma procuradora no processo de Lula, o que Moro nega ter feito.

Em dezembro do ano passado, Lewandowski atendeu a um pedido da defesa e autorizou o ex-presidente Luiz In√°cio Lula da Silva a ter acesso às mensagens. A defesa de Jo√£o Vaccari, ent√£o, recorreu ao STF e pediu para também ter acesso ao conteúdo.

Segundo os advogados de Vaccari, h√° informa√ß√Ķes de que os hackers também pegaram conversas mantidas entre Dallagnol e Moro envolvendo o petista.

Lewandowski entendeu que a defesa n√£o apresentou elementos comprovando que Vaccari e Lula est√£o na mesma situa√ß√£o jurídica, uma vez que o ex-tesoureiro n√£o aparece nos processos.

Juiz determina que defesa de Lula tenha acesso imediato a mensagens apreendidas em operação

Lula

A PF entregou nesta segunda cópia das mensagens para a defesa de Lula. A decis√£o de acesso ao conteúdo foi dada por Lewandowski no último dia 28.

Na semana passada, o ministro reiterou a determina√ß√£o depois que o juiz Waldemar Cl√°udio de Carvalho, da Justi√ßa Federal do Distrito Federal, havia classificado o caso como sem urgência. Com isso, os advogados ter√£o acesso às mensagens que digam respeito a Lula, direta ou indiretamente.

Também foram liberadas à defesa as conversas que tenham rela√ß√£o com investiga√ß√Ķes e a√ß√Ķes penais de Lula na 13¬™ Vara Federal Criminal de Curitiba ou em qualquer outra jurisdi√ß√£o, ainda que estrangeira, diz o ministro. J√° as informa√ß√Ķes relativas a outras pessoas devem permanecer em sigilo.

Fonte: G1

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90
Coronavirus 728x90