CPI da Covid deve questionar negociações feitas pelo Itamaraty para garantir cloroquina

Por Redação em 10/05/2021 às 15:17:14

Durante a gest√£o de Ernesto Ara√ļjo, houve intermedia√ß√£o para compra de insumos para fabrica√ß√£o do remédio que n√£o tem comprova√ß√£o cient√≠fica no tratamento contra Covid-19. A Comiss√£o Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid volta a se reunir nesta semana e deve questionar as negocia√ß√Ķes feitas pelo Itamaraty para a compra de medicamentos. Durante a gest√£o do ex-ministro das rela√ß√Ķes exteriores, Ernesto Ara√ļjo, houve intermedia√ß√£o para compra de insumos para fabrica√ß√£o de cloroquina - o remédio n√£o tem comprova√ß√£o cient√≠fica no tratamento contra Covid-19.

As informa√ß√Ķes foram publicadas no jornal "Folha de S.Paulo". A reportagem diz que o ex-ministro Ernesto Ara√ļjo usou o Itamaraty para garantir cloroquina e que telegramas e relatos mostram pedidos de ex-chanceler a embaixada na √ćndia.

A TV Globo também teve acesso aos documentos que trataram do assunto. No dia 16 de abril de 2020 o Itamaraty enviou um telegrama à embaixada do brasil na √≠ndia, em Nova Deli, com a seguinte mensagem:

"Muito agradeceria a vossa excel√™ncia informar as autoridades indianas de que o Ministério da Sa√ļde pretende adquirir o lote oferecido pelo governo indiano, de 5 milh√Ķes de tablets de Hidroxicloroquina (HCQ)".

No dia seguinte, o Itamaraty informou à embaixada que foi feito um pedido à Organiza√ß√£o Pan-Americana da Sa√ļde (Opas).

"Informo que o Ministério da Sa√ļde reiterou o interesse na compra do lote de 5 milh√Ķes de tablets de hidroxicloroquina, entendendo a urg√™ncia que o caso requer. Com vistas a esclarecer aspectos técnicos, sanit√°rios e comerciais da opera√ß√£o, aquele ministério houve por bem solicitar apoio da Opas, encarecendo que a organiza√ß√£o entre em contato com a empresa Zydus. Agradeceria dar ci√™ncia dessa informa√ß√£o às autoridades indianas".

H√° mais telegramas sobre a aquisi√ß√£o de cloroquina. No ano passado, por exemplo, o Ministério das Rela√ß√Ķes Exteriores fez uma intermedia√ß√£o para agilizar a importa√ß√£o por uma farmac√™utica brasileira que enfrentava dificuldade em receber os medicamentos.

Ernesto Ara√ļjo deixou o cargo no fim de mar√ßo de 2021. A sa√≠da ocorreu após forte press√£o de parlamentares, inclusive da base aliada, que criticavam o desempenho de Ara√ļjo na luta para trazer mais vacinas para o Brasil.

O ex-ministro deve ser ouvido na semana que vem na CPI da Covid. Ser√° questionado sobre a atua√ß√£o do ministério para a compra de cloroquina, de insumos e, principalmente, sobre as negocia√ß√Ķes para aquisi√ß√£o de vacinas.

Procurado, o Itamaraty ainda n√£o havia dado resposta até a √ļltima atualiza√ß√£o desta reportagem.

Depoimentos

A CPI da Covid tem nesta semana tr√™s dias de oitivas. Nesta ter√ßa-feira (11) ser√° ouvido o diretor presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres. Os senadores devem focar na quest√£o das vacinas, questionar os procedimentos de an√°lise para registros, uso emergencial e autoriza√ß√£o de importa√ß√£o. A ag√™ncia n√£o aprovou a importa√ß√£o da vacina Sputnik da R√ļssia, pelo consórcio de governadores do Nordeste.

Também deve ser questionado sobre o fato de ter participado, ainda no in√≠cio da pandemia, de evento com aglomera√ß√£o sem m√°scara ao lado do presidente Jair Bolsonaro, v√£o perguntar ainda sobre uma minuta de decreto presidencial para mudar a bula da cloriquina, citada pelo ex-ministro da Sa√ļde, Luiz Henrique Mandetta, na semana passada na CPI.

Nesta quarta-feira (12), os senadores v√£o ouvir o ex-secret√°rio de comunica√ß√£o da presid√™ncia da rep√ļblica, F√°bio Wajngarten. Em entrevista à revista veja, o ex-secret√°rio disse que houve atraso na compra de vacinas por incompet√™ncia do ministério da sa√ļde na gest√£o de Eduardo Pazuello. Nesta quinta-feira (13), est√£o previstos representantes da Pfizer.

O ex-ministro da sa√ļde, Eduardo Pazuello, ficou para o dia 19 de maio. Na semana passada, ele desmarcou o depoimento alegando que teve contato com duas pessoas contaminadas pelo coronav√≠rus e estava em quarentena.

A presen√ßa dele na CPI é muito esperada, j√° o atual ministro da sa√ļde, Marcelo Queiroga, que foi ouvido na semana passada, deve ser chamado para depor de novo.

V√ćDEOS: not√≠cias sobre pol√≠tica

Fonte: G1

Comunicar erro
Agro Noticia 728x90
Coronavirus 728x90